Manaus, 9 de agosto de 2020
PortugueseEnglishSpanish
PortugueseEnglishSpanish

Apesar de ordem do STF, governo não cria barreiras sanitárias para proteger indígenas isolados

blank
Barreira sanitária da Comunidade Guariba na Terra Indígena Araçá, em Roraima. Foto: Divulgação
Compartilhe
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on reddit
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on skype
Share on email

O ministro do Supremo Tribunal Federal Luís Roberto Barroso emitiu certidão de ausência de manifestação da União – que não apresentou plano de criação de barreiras sanitárias para proteger indígenas isolados.

Na decisão, Barroso afirmou que na atual situação em que a pandemia de Covid-19 está em curso, os povos em isolamento e de contato recente são os mais expostos ao risco de contágio e de extinção.

Por essa razão, o ministro considerou que a medida protetiva mais eficaz a ser tomada em favor de tais povos é assegurar o isolamento, por meio de barreiras ou cordões sanitários que impeçam – inclusive com o uso da força, se necessário – o acesso de estranhos às suas terras.

O prazo determinado por Barroso era de 10 dias. Mas, segundo o STF, até essa terça-feira (20) não houve qualquer manifestação da União quanto ao plano de criação de barreiras sanitárias determinado no despacho do dia 8 de julho.

Conheça nossos serviços

– Mentorias
– Media Training
– Digital Influencer
– Cerimonialista
– Produção de Vídeos
– Curso – Método da Rosa

A Advocacia-Geral da União informou que o plano de criação de barreiras sanitárias será apresentado ao ministro relator até o dia 29 desse mês.

O ministro Luís Roberto Barroso não informou que medidas vai adotar em decorrência do descumprimento da decisão.

O plano de barreiras sanitárias é uma das cinco medidas acolhidas pelo ministro na medida cautelar impetrada pela Apib, Articulação dos Povos Indígenas do Brasil, e seis partidos políticos: PSB, PSOL, PCdoB, Rede, PT e PDT.

Os autores alertam que os Povos Indígenas são especialmente vulneráveis a doenças infectocontagiosas, apresentam baixa imunidade e taxa de mortalidade superior à média nacional.

Entre as providências para conter a contaminação dos indígenas, relacionadas pelo grupo na medida cautelar acatada pelo STF, está a criação de Sala de Situação para tratar das ações de combate ao coronavírus, com a participação de indígenas e do governo federal.

De acordo com o STF, após a primeira reunião, realizada dia 17, a Apib apontou dificuldades técnicas que prejudicaram o acompanhamento da reunião.

Nesta quarta-feira, o ministro estipulou que as reuniões sejam feitas por meio de plataforma adequada, com imagem e som disponibilizados a todos os participantes.

Luís Roberto Barroso também designou a conselheira Maria Thereza Uille Gomes, do Conselho Nacional de Justiça, e um observador do gabinete dele para acompanhar os debates entre líderes indígenas e o governo federal.

A Funai informou que as medidas determinadas pelo ministro Barroso estão sendo coordenadas pelo Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República. A Secretária Nacional de Saúde Indígena não retornou nosso contato.

Dados do Ministério da Saúde indicam que há quase 13 mil casos de Covid-19 confirmados entre indígenas e 237 mortes. Levantamento da Apib apontam 17 mil contaminados e 544 indígenas mortos em decorrência do coronavírus.

Fonte: Rádio Agência Nacional

Voce pode gostar também!

Conheça meus serviços

É um serviço especializado realizado por mim Jornalista Marcela Rosa , especialista em telejornalismo e produção de vídeos e textos para vídeos e TV, Na minha mentoria on line eu vou te orientar de forma individualizada nos seus trabalhos de vídeo ou ainda de textos para TV ou internet.

Nas Redes Sociais, como jornalista,eu atuo de uma forma diferenciada. Na verdade, uso a minha imagem e o meu texto (fala) como “referência” digital para produtos e serviços que coadunam com meu perfil de mulher adulta, mãe e profissional da comunicação.

O Cerimonial de uma jornalista busca sempre aliar competência e credibilidade com a imagem e a voz que vão representar empresas e organizações.

O meu maior Knowhow é sem dúvida a produção, redação e apresentação de vídeos jornalísticos. E todo este conhecimento é reproduzido nas propostas institucionais.

Playlist - Manchetes da Rosa

Iniciar Atendimento
1
Olá bem-vindo ao Portal da Marcela Rosa!

Em que podemos te ajudar? Os nossos serviços são:

- Mentorias em telejornalismo e produção de vídeos e textos para vídeos e TV.
- Média Training
- Digital Influencer
- Cerimonialista (Português, Inglês e Espanhol)
- Produção de vídeos

Estamos a disposição para atendê-lo, aguardamos você!