Argentina 0 x 3 Brasil: Seleção vence e garante vaga na Olimpíada de Tóquio

Matheus Cunha guardou dois na vitória brasileira. (Lucas Figueiredo/CBF)
Compartilhe

Brasil venceu a Argentina por 3 a 0 e vai disputar a Olimpíada de Tóquio. Paulinho e Matheus Cunha, duas vezes, marcaram os gols da seleção brasileira.

Inclusive, Matheus Cunha se isolou na artilharia do Torneio Pré-Olímpico com 5 gols, Ele ultrapassou Mac Allister, destaque dos argentinos, que marcou quatro gols.
O duelo foi realizado na cidade de Bucaramanga, na Colômbia, e encerrou o campeonato sub-23.

Conheça nossos serviços

– Mentorias
– Media Training
– Digital Influencer
– Cerimonialista
– Produção de Vídeos
– Curso – Método da Rosa

Além do triunfo, a seleção brasileira ainda impediu que os argentinos terminem a competição com 100% de aproveitamento. Até essa partida, os hermanos  não haviam perdido – eram seis vitórias em seis jogos, com o melhor ataque – 14 gols feitos – e a melhor defesa – 5 gols sofridos.

Contudo, com a ótima campanha, Argentina é a outra seleção que estará em Tóquio. Os argentinos são bicampeões olímpicos (2004 e 2008) enquanto o Brasil é o atual campeão (2016).

TABELA DO PRÉ-OLÍMPICO

Para se classificar à Olimpíada, a seleção brasileira precisava vencer após o triunfo do Uruguai sobre a Colômbia.

Com o resultado, a Argentina terminou o Torneio Pré-Olímpico na liderança do quadrangular final com seis pontos.

Já o Brasil chega a cinco pontos e garantiu o segundo lugar, enquanto o Uruguai ficou na terceira posição com quatro pontos. Por fim, a Colômbia, país-sede, conquistou apenas um ponto.

BRASIL TEM SUA MELHOR EXIBIÇÃO

paulinho-brasil
Paulinho abriu o placar pelo Brasil. (Lucas Figueiredo / CBF)

A melhor atuação do Brasil foi no primeiro tempo contra a Argentina. O time comandado por André Jardine dominou as ações nos 45 minutos e praticamente não passou sufoco.

O primeiro gol saiu aos 12 minutos. Pedrinho apareceu pelo meio e deu uma enfiada de bola genial. Paulinho ganhou da zaga e deu um toque com o pé esquerdo para superar o goleiro Cambeses.

10 minutos mais tarde, Matheus Cunha recebeu um bom passe de Caio Henrique e carimbou o travessão da seleção argentina.

Com ótimo volume de jogo, o Brasil chegou ao segundo gol em uma falha grotesca de Pérez. O zagueiro recuou mal de cabeça para trás e Matheus Cunha apareceu bem para dar um chapéu no goleiro e completar. No primeiro lance, o defensor argentino salvou, mas o rebote sobrou para o camisa 9 chutar firme e carimbar o camisa 2 que estava dentro do gol.

Na etapa final, o Brasil chegou ao terceiro em uma jogada originada da esperteza de Guga. O lateral-direito fez a cobrança de lateral rapidamente e acionou Matheus Cunha. O atacante tabelou com Reinier e bateu cruzado para ampliar a vantagem e dar tranquilidade após a Argentina começar a jogar com mais perigo.

A vitória quase virou goleada quando Paulinho recebeu dentro da área, mas Cambeses defendeu o chute à queima roupa.

Aos 45, Bruno Tabata fez boa jogada pela direita e cruzou rasteiro para Paulinho carimbar o travessão mais uma vez. A resposta final foi Mac Allister, que soltou uma pancada pela linha de fundo no último arremate do jogo.

Brasil: Ivan; Guga, Bruno Fucks, Ricardo Graça e Caio Henrique; Bruno Guimarães, Matheus Henrique, Pedrinho (Bruno Tabata) e Reinier (Pepê); Paulinho e Matheus Cunha (Maycon). Técnico: André Jardine.

Argentina: Cambeses; De la Fuente (Herrera), Nehuén Pérez, Medina e Bravo; Belmonte (Togni), Vera e Mac Allister; Julián Álvarez, Bustos (Castellanos) e Zaracho. Técnico: Fernando Batista.

 

Fonte: Uol