Manaus, 25 de outubro de 2021
PortugueseEnglishSpanish
PortugueseEnglishSpanish

Bolsonaro cita potássio da Amazônia como saída para falta de fertilizante

Vista aérea da Amazônia, no Brasil Imagem: Getty Images
Compartilhe
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on reddit
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on skype
Share on email

Em linha com o vice-presidente Hamilton Mourão, o presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta sexta-feira que uma solução para a falta de fertilizantes no mercado seria explorar potássio na foz do rio Madeira, na Amazônia. “Mas temos problema sério: passa por terra indígena”, disse o chefe do Executivo, na cerimônia alusiva à 1ª Feira Brasileira do Nióbio, em Campinas (SP).

Mais cedo, Mourão deu a mesma fórmula para um impasse apresentado ontem por Bolsonaro – o presidente previu desabastecimento no País no próximo ano por falta de fertilizantes. “Por questão de crise energética, a China começa a produzir menos fertilizantes. Já aumentou de preço, vai aumentar mais e vai faltar. A cada cinco pratos de comida no mundo, um sai do Brasil. Vamos ter problemas de abastecimento no ano que vem”, declarou.

Ao trazer à questão novamente à tona, Bolsonaro voltou a criticar hoje o julgamento do marco temporal no Supremo Tribunal Federal, suspenso após pedido do ministro Alexandre de Moraes. Eventual derrubada da tese na Corte desobrigaria comunidades indígenas a comprovar ocupação no território na data da promulgação da Constituição, em 5 de outubro de 1988, e poderia, na visão do governo, ampliar o número de demarcações no País. O Executivo é contrário a novos reconhecimento de posse por comunidades originárias e alega impacto na produção e na exploração de recursos naturais, como o potássio.

Ainda em Campinas, Bolsonaro lembrou que citou “por alto” a questão do marco temporal em seu discurso na 76ª Assembleia-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), apesar dos pedidos de embaixadores por uma moderação na fala. “‘Não fale nesse assunto, faça discurso de estadista’; que estadista, p…?”, disse o presidente sobre os pedidos. Na ONU, o chefe do Executivo não falou especificamente do marco temporal, mas se colocou contrário a novas demarcações de terras indígenas.

Estadão

Voce pode gostar também!

Estamos ao vivo clique aqui!

Conheça meus serviços

É um serviço especializado realizado por mim Jornalista Marcela Rosa , especialista em telejornalismo e produção de vídeos e textos para vídeos e TV, Na minha mentoria on line eu vou te orientar de forma individualizada nos seus trabalhos de vídeo ou ainda de textos para TV ou internet.

Nas Redes Sociais, como jornalista,eu atuo de uma forma diferenciada. Na verdade, uso a minha imagem e o meu texto (fala) como “referência” digital para produtos e serviços que coadunam com meu perfil de mulher adulta, mãe e profissional da comunicação.

O Cerimonial de uma jornalista busca sempre aliar competência e credibilidade com a imagem e a voz que vão representar empresas e organizações.

O meu maior Knowhow é sem dúvida a produção, redação e apresentação de vídeos jornalísticos. E todo este conhecimento é reproduzido nas propostas institucionais.

Iniciar Atendimento
1
Olá bem-vindo ao Portal da Marcela Rosa!

Em que podemos te ajudar? Os nossos serviços são:

- Mentorias em telejornalismo e produção de vídeos e textos para vídeos e TV.
- Média Training
- Digital Influencer
- Cerimonialista (Português, Inglês e Espanhol)
- Produção de vídeos

Estamos a disposição para atendê-lo, aguardamos você!