Manaus, 27 de setembro de 2020
PortugueseEnglishSpanish
PortugueseEnglishSpanish

Família denuncia que militar encontrado morto em Batalhão do Exército foi vítima de tortura

blank
Foto: Divulgação
Compartilhe
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on reddit
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on skype
Share on email

Familiares do soldado Jhonatha Correa Pantoja, 18, pedem investigações mais rigorosas em torno da morte do jovem, registrada na madrugada desta segunda-feira, 3/8, dentro do quartel do 7º Batalhão de Polícia do Exército (7º BPE), na zona Oeste de Manaus. De acordo com o tio do militar, Valdionor Maciel, a família acredita que o sobrinho foi agredido e assassinado.

Conheça nossos serviços

– Mentorias
– Media Training
– Digital Influencer
– Cerimonialista
– Produção de Vídeos
– Curso – Método da Rosa

Conforme Maciel, imagens obtidas pela família, mostram que o corpo do soldado apresenta várias marcas de tortura e hematomas. “O Jhonatha foi brutalmente assassinado dentro do comando do quartel da PE. Não tem justificativa pra dizer que ele se suicidou ou foi tiro acidental. Eu vejo que tudo isso que está acontecendo, e eles estão obstruindo informações”, comentou.

blank
Foto: Divulgação

Além disso, segundo a família, o corpo apresentava perfurações nas costas, nos braços e na cabeça e familiares acreditam que as marcas são sinais de violência e buscam esclarecimentos acerca da morte do jovem.

Maciel destacou que Jhonatha estava há cerca de um ano no Exército e sentia orgulho de servir à pátria. “Ele amava o que fazia e jamais iria tirar a própria vida. Ele honrava a farda que tinha e tinha orgulho do que fazia”, lembrou.

O soldado foi encontrado baleado dentro do quartel do BPE, na madrugada desta segunda-feira. Conforme o Comando Militar da Amazônia (CMA) as circunstâncias da morte ainda estão sendo investigada e um Inquérito Policial Militar (IPM) que é acompanhado pelo Ministério Público Militar foi instaurado para apurar o caso.

Informou, ainda, que a arma utilizada pelo soldado foi recolhida e encaminhada para perícia. Reafirmou que na manhã desta terça-feira, o corpo foi transladado para Borba/AM, cidade onde nasceu, para o sepultamento.

Corpo chega a Borba

Na manhã desta terça, o corpo foi levado para Borba (distante 151 onde a mãe e a outra parte da família moram e o cortejo foi recebido com grande comoção da população.

*Com informações do Portal Toda Hora

Voce pode gostar também!

Conheça meus serviços

É um serviço especializado realizado por mim Jornalista Marcela Rosa , especialista em telejornalismo e produção de vídeos e textos para vídeos e TV, Na minha mentoria on line eu vou te orientar de forma individualizada nos seus trabalhos de vídeo ou ainda de textos para TV ou internet.

Nas Redes Sociais, como jornalista,eu atuo de uma forma diferenciada. Na verdade, uso a minha imagem e o meu texto (fala) como “referência” digital para produtos e serviços que coadunam com meu perfil de mulher adulta, mãe e profissional da comunicação.

O Cerimonial de uma jornalista busca sempre aliar competência e credibilidade com a imagem e a voz que vão representar empresas e organizações.

O meu maior Knowhow é sem dúvida a produção, redação e apresentação de vídeos jornalísticos. E todo este conhecimento é reproduzido nas propostas institucionais.

Playlist - Manchetes da Rosa

Iniciar Atendimento
1
Olá bem-vindo ao Portal da Marcela Rosa!

Em que podemos te ajudar? Os nossos serviços são:

- Mentorias em telejornalismo e produção de vídeos e textos para vídeos e TV.
- Média Training
- Digital Influencer
- Cerimonialista (Português, Inglês e Espanhol)
- Produção de vídeos

Estamos a disposição para atendê-lo, aguardamos você!