Palmeiras rejeita, e emissora portuguesa não transmitirá jogo do Flamengo pela primeira vez

Jorge Jesus comemora o título brasileiro com o elenco (Foto: Marcelo Cortes / Flamengo)
Compartilhe

Diferente do que tem ocorrido desde o dia 28 de setembro, a emissora portuguesa Canal 11 não poderá transmitir uma partida do Flamengo pelo Campeonato Brasileiro. Isso porque, o Palmeiras, adversário do time de Jorge Jesus deste domingo, pela 36ª rodada, recusou a tentativa de acordo – e uma quantia na casa dos R$ 50 mil, consequentemente.

> Veja e simule a tabela do Campeonato Brasileiro

Assim, o Canal 11, inaugurado em agosto deste ano e especializado em futebol e que televisiona a Taça de Portugal e a Primeira Divisão Feminina, não terá direitos de transmissão de um jogo do Flamengo pela primeira vez a contar da 22ª rodada do Brasileirão.

Desde o início, a trajetória do técnico português pelo Flamengo tem causado uma considerável onda de interesse em Portugal – além disso, a Embaixada Fla-Portugal, de Lisboa, possui cada vez mais apaixonados reunidos pelo Rubro-Negro durante as partidas.

Já no Brasil, é possível sempre ver três ou quatro equipes portuguesas nas coberturas dos jogos do Flamengo, que tem transmitido as partidas em seus canais no Facebook e no YouTube para fora do país.

O LADO DO PALMEIRAS

O Palmeiras se posicionou oficialmente dizendo que “trabalha visando um acordo que envolva todos os clubes na questão dos direitos internacionais. Acordos bilaterais são táticos e paliativos, não resolvem a questão de maneira estrutural e justa para todos os clubes”.

O Palmeiras tratou os direitos de transmissão do Brasileiro de forma bem particular neste ano. Começou a competição acertado somente com a Turner, grupo que detém o Esporte Interativo, e, por isso, chegou a ter dois jogos (contra CSA e Atlético-MG) sem transmissão ao vivo por nenhuma televisão.

O Alviverde fechou com o Grupo Globo no fim de maio, mas somente para transmissão na TV aberta e no pay-per-view. Ainda assim, mantém uma política de usar placas de publicidade diferentes dos demais clubes em seus jogos, mantendo os acordos estabelecidos antes de fechar com a Globo.

Fonte: O Lance