Manaus, 8 de dezembro de 2021
PortugueseEnglishSpanish
PortugueseEnglishSpanish

Carnaval 2022 cancelado? Veja situação em Manaus, Salvador, Rio e outras capitais

© Reuters
Compartilhe
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on skype
Share on email

Capitais brasileiras com grande tradição em festas do Rei Momo mantêm em suspense a realização do carnaval 2022 devido ao risco de uma retomada na pandemia de covid-19. Em Salvador, Recife e Fortaleza, as prefeituras ainda avaliam se será possível liberar os festejos. Em Belo Horizonte, o município já decidiu que não vai patrocinar a festa, como fazia todos os anos. Olinda, que não é capital, mas tem um dos carnavais mais concorridos do país, está em preparativos, mas sem confirmar a festa. Florianópolis e Manaus, onde os casos de covid-19 voltaram a subir, já confirmam a realização do carnaval, embora sujeito à revisão.

Carnaval 2022 em São Paulo

A decisão final sobre a realização do carnaval de rua será tomada até o fim de dezembro, de acordo com o secretário municipal da Saúde, Edson Aparecido. A deliberação será baseada no cenário da pandemia, como dados de internação e vacinação. Em paralelo, o evento segue em etapa de preparação e organização. No começo de novembro, a CRBS S.A. (ligada à Ambev) foi anunciada como patrocinadora oficial, por R$ 23 milhões. Além disso, a Prefeitura recebeu 867 solicitações de desfiles, uma redução de 9,68% em comparação a 2020. Os cortejos estarão concentrados majoritariamente em oito dias, 19 e 20 de fevereiro (pré-carnaval), 26, 27, 28 de fevereiro e 1º de março (carnaval) e 5 e 6 de março (pós-carnaval).

Carnaval 2022 em Salvador

Segue indefinida a realização do tradicional carnaval de Salvador, na Bahia. O governo do estado e a prefeitura ainda discutem sobre a conveniência de realizar o tradicional desfile de blocos e trios elétricos nos circuitos Barra-Ondina e Campo Grande, que atraem mais de um milhão de foliões. Uma reunião entre o governador baiano Rui Costa (PT) e o prefeito da capital, Bruno Reis (DEM) deve acontecer ainda esta semana. “Tenho fé de que a decisão está próxima de ser tomada e que seja a melhor para a população”, disse Reis, em rede social. Segundo ele, se for impossível fazer o carnaval em fevereiro, devido aos números de covid, a festa pode ser remarcada para outra data, fora da época.

No domingo, 21, defensores do carnaval fizeram uma manifestação no Farol da Barra, pedindo a volta da festa, cancelada em 2020 devido à pandemia. O da covid-19 vírus segue ativo no estado. Nas últimas 24 horas, segundo o governo, foram 1.158 casos e 10 óbitos pela doença. O carnaval de Salvador entrou na lista dos recordes mundiais do Guiness como o maior carnaval de rua do mundo. A festa projetou no cenário internacional cantoras baianas como Daniela Mercury, Ivete Sangalo e Claudia Leite.

Carnaval 2022 no Recife

A realização do carnaval no Recife em 2022 ainda é incerta. O prefeito João Campos (PSB) chegou a propor a criação de um comitê de prefeitos de capitais, incluindo Rio de Janeiro, São Paulo e Belo Horizonte, para discutir as condições sanitárias que balizariam a realização da festa. Nesta quarta-feira, 24, a prefeitura de Recife informou que, embora o carnaval seja importante para fomentar o turismo e a retomada econômica, a realização do evento ainda não está definida, pois dependerá do parecer das autoridades sanitárias.

Já o secretário da Saúde de Pernambuco, André Longo, disse que a realização ou não do carnaval, tanto em Recife quanto em Olinda, ainda está em debate. “No momento ainda é cedo para tomarmos decisões sobre esses eventos, especialmente o carnaval, que este ano será no final de fevereiro, período de sazonalidade para a ocorrência de doenças respiratórias. Nós precisamos chegar em fevereiro com as melhores condições de segurança sanitária possíveis”, disse.

O carnaval do Recife é repleto de trios elétricos e blocos, entre eles o ‘Galo da Madrugada’, o maior bloco carnavalesco do mundo, que se apresenta no sábado de carnaval, ou ‘Sábado de Zé Pereira’.

Carnaval 2022 em Olinda

A prefeitura informou que acompanha de perto os resultados da vacinação no País e estimula que todos tomem a vacina na cidade. “Os processos para a realização do carnaval em 2022 estão sendo encaminhados, mas a prefeitura vai continuar seguindo as recomendações do Ministério da Saúde e da Secretaria de Saúde do governo do Estado. A prioridade será sempre a segurança da população”, disse, em nota.

Segundo o município, a vontade é realizar o carnaval como vinha acontecendo antes da pandemia. “Mas é preciso fazer isso com segurança, acompanhando desafios como a vacinação das crianças e o comportamento das variantes do Sars-Cov-2”, acrescentou.

O carnaval de Olinda é reconhecido mundialmente pelos desfiles dos Bonecos de Olinda, dezenas deles muito coloridos, com mais de dois metros de altura, que saem às ruas junto com os foliões. A festa reúne mais de um milhão de pessoas, com a participação de 500 grupos carnavalescos.

Carnaval 2022 em Belo Horizonte

O tradicional carnaval de Rua de Belo Horizonte pode não acontecer em 2022. O prefeito Alexandre Kalil (PSD) decidiu que o município não irá patrocinar os festejos. Em 2020, antes da pandemia, foram usados R$ 14,3 milhões dos cofres municipais para bancar a festa, que levou 453 blocos e mais de 5 milhões de foliões para as ruas. Grupos de blocos estão se articulando para realizar a folia de forma independente. A prefeitura informou que manterá seus serviços à população da cidade durante o carnaval, garantindo segurança, saúde, mobilidade e segurança, “respeitando as manifestações espontâneas, porém, sem investimentos em estruturas”.

Na terça-feira, o Comitê de Enfrentamento à Covid-19 de Belo Horizonte divulgou nota técnica desaconselhando a realização do carnaval em 2022. No documento, a equipe de infectologistas afirma que a cobertura vacinal está abaixo do desejado e não seria suficiente para evitar o aparecimento de novas cepas do coronavírus. Diz ainda que uma parcela significativa da população não recebeu a dose de reforço, não havendo tempo hábil de realizar a imunização no prazo exigido para a organização do festejo. Por fim, lembrou que há risco real de recrudescimento da doença, como já acontece nos Estados Unidos e em países da Europa.

Carnaval 2022 em Fortaleza

Na capital cearense, o carnaval de 2022 está indefinido e, se depender do governo do Estado, não será realizado. No domingo, 21, o governador Camilo Santana (PT) usou as redes sociais para manifestar posição contrária à folia carnavalesca. “Nossa prioridade absoluta continuará sendo salvar vidas, além de buscarmos fortalecer a economia. Mas, para isso, precisamos controlar completamente a pandemia. E isso só ocorrerá com a vacinação em massa. Uma nova onda de covid será terrível para todos”, disse.

A Secretaria da Cultura de Fortaleza chegou a anunciar o lançamento de um edital para a realização de um pré-carnaval em janeiro. No entanto, ele informou que o festejo está sujeito à aprovação pelo Comitê Estadual de Enfrentamento da Pandemia do Coronavírus, vinculado ao governo estadual. Os pré-carnavais são tradicionais em Fortaleza. Realizados em todos os fins de semana que antecedem o carnaval, eles servem também como ensaios para os blocos.

Carnaval 2022 em Manaus

O prefeito de Manaus, David Almeida (Avante), publicou edital confirmando o apoio financeiro às escolas de samba para a realização do carnaval 2022. Segundo a prefeitura, o tamanho da festa será definido conforme o avanço da campanha de vacinação contra a covid-19 e o número de casos confirmados. “Vamos acompanhar semanalmente o avanço da doença. Não podemos deixar que Manaus passe novamente por aquilo que enfrentou no início do ano”, disse.

A capital do Amazonas, que teve uma das mais dramáticas concentrações de mortes no auge da pandemia, voltou a registrar aumento de casos. O número passou de 15 para 25 casos diários nas duas últimas semanas, em comparação com igual período anterior, com alta de 66%.

A diversidade do carnaval, com escolas de samba, blocos de ruas, e bandas colocam a festa de Manaus como um dos mais importantes eventos populares do Brasil. O ponto alto é o desfile de fantasias no Teatro Amazonas.

Carnaval 2022 em Florianópolis

Em evento realizado no início deste mês, a prefeitura de Florianópolis liberou a realização do carnaval de rua e os desfiles de blocos e escolas de samba na ilha. Pacotes para os eventos já são vendidos pelas agências de turismo. Os desfiles devem acontecer na Passarela do Samba Nego Querido, o sambódromo da capital catarinense. Segundo a prefeitura, Florianópolis é apontada como uma das cidades que foram mais eficazes no combate à covid-19 no Brasil. “A prefeitura vem se organizando para este momento da retomada dos eventos desde o início do ano. A população respeitou as normas sanitárias”, disse.

Conforme o secretário municipal de Cultura, Esporte e Juventude, Ed Pereira, o planejamento prevê dez escolas de samba na avenida, entre elas uma da Palhoça e outra de São José, cidades vizinhas. O desfile será no dia 26 de fevereiro, em apresentação única. Ficou decidido que, devido ao pouco tempo para ensaio, não haverá rebaixamento de escolas este ano.

Carnaval 2022 no Rio

O secretário municipal de Saúde do Rio de Janeiro, Daniel Soranz, garantiu que há na cidade segurança sanitária para a realização do carnaval de 2022, cujo calendário está mantido. Segundo o secretário, a cidade já atingiu praticamente todos os indicadores necessários para a festa. Eles foram listados em estudo da Fiocruz e da UFRJ apresentado na última sexta-feira à Comissão Especial de Carnaval da Câmara dos Vereadores do Rio.

Atualmente, a cidade tem apenas 3% de resultados positivos para covid-19 no total de testes realizados. A meta a ser conquistada era 5%. A taxa de contágio, que deveria estar abaixo de 1, é hoje de 0,76. A cidade também conseguiu zerar a fila de internação para casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave. Outro indicador importante é o porcentual de vacinados, que deve estar em 80%. O índice atual é de 76%. A perspectiva é que a meta será alcançada bem antes do carnaval.

“Além da cobertura que a gente tem hoje, dos ótimos indicadores, a gente ainda tem uma cobertura adicional de dose de reforço que poucos países têm”, afirmou o secretário aos vereadores. “A gente pode dizer neste momento que a covid está controlada na cidade do Rio e a gente tem condições ideais para ir retomando nossas atividades.”

Especialistas que participam da comissão da Câmara dos Vereadores, entretanto, chamaram a atenção para o descompasso da cobertura vacinal do Rio de Janeiro para o restante do Estado e do Brasil e também de alguns países. Eles recomendaram que a Prefeitura cobre o passaporte vacinal para turistas.

“A prefeitura precisa deixar claro que vai exigir o passaporte vacinal para quem entrar no município no Natal, Réveillon e carnaval”, afirmou o epidemiologista Roberto Medronho, da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ).

O pneumologista Hermano Castro, da Escola Nacional de Saúde Pública da Fiocruz, também defendeu a cobrança do passaporte vacinal para turistas. Ele afirmou que é importante, até o carnaval, a manutenção de medidas como o uso de máscaras em aglomerações.

O desfile das escolas de samba está confirmado. O trabalho nos barracões já é acelerado. Os ensaios técnicos, no Sambódromo, estão previstos para a segunda semana de janeiro.

“É improvável que aconteça um adiamento dessa vez”, afirmou o presidente da Liga Independente das Escolas de Samba (Liesa), Jorge Perlingeiro. “A vacinação tem proporcionado o efeito necessário, vamos dar o maior carnaval de todos os tempos. Os barracões estão funcionando a todo vapor.”

Segundo a Riotur, 506 blocos estão inscritos para fazer 620 desfiles na cidade, durante o carnaval, entre eles os chamados megablocos de Anitta, Ludmilla e Preta Gil. Nem todos serão aprovados; a lista final sai no fim de dezembro. Ainda assim, em 2020, por exemplo, foram autorizados 441 blocos. (Colaboraram Priscila Mengue e Roberta Jansen)

Estadão Conteúdo*

Voce pode gostar também!

Estamos ao vivo clique aqui!

Conheça meus serviços

É um serviço especializado realizado por mim Jornalista Marcela Rosa , especialista em telejornalismo e produção de vídeos e textos para vídeos e TV, Na minha mentoria on line eu vou te orientar de forma individualizada nos seus trabalhos de vídeo ou ainda de textos para TV ou internet.

Nas Redes Sociais, como jornalista,eu atuo de uma forma diferenciada. Na verdade, uso a minha imagem e o meu texto (fala) como “referência” digital para produtos e serviços que coadunam com meu perfil de mulher adulta, mãe e profissional da comunicação.

O Cerimonial de uma jornalista busca sempre aliar competência e credibilidade com a imagem e a voz que vão representar empresas e organizações.

O meu maior Knowhow é sem dúvida a produção, redação e apresentação de vídeos jornalísticos. E todo este conhecimento é reproduzido nas propostas institucionais.

Iniciar Atendimento
1
Olá bem-vindo ao Portal da Marcela Rosa!

Em que podemos te ajudar? Os nossos serviços são:

- Mentorias em telejornalismo e produção de vídeos e textos para vídeos e TV.
- Média Training
- Digital Influencer
- Cerimonialista (Português, Inglês e Espanhol)
- Produção de vídeos

Estamos a disposição para atendê-lo, aguardamos você!