Manaus, 25 de junho de 2021
PortugueseEnglishSpanish
PortugueseEnglishSpanish

Documento na CPI da Covid indica desvio de vacinas em terras indígenas em troca de ouro

blank
Foto: ISA/Divulgação
Compartilhe
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on reddit
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on skype
Share on email

Apresentado pela Frente Parlamentar Mista em Defesa dos Povos Indígenas, um documento enviado à CPI da Covid descreve que os povos indígenas receberam cloroquina como tratamento, além do difícil acesso ao leitos de Unidades de Terapia Intensiva (UTI). A informação é do jornal Folha de S. Paulo.

A principal denúncia no documento alega que vacinas, que seriam destinadas aos indígenas, foram desviadas para garimpeiros em troca de ouro.

A coordenadora da frente parlamentar, a deputada Joenia Wapichana (Rede-RR), teve a iniciativa de apresentar inúmeras denúncias contra os povos indígenas, as quais foram encaminhadas para as autoridades competentes.

De acordo com a Folha de S. Paulo, o Ministério da Saúde destinou cerca de 265 mil comprimidos de cloroquina, azitromicina e ivermectina aos indígenas em pelo menos cinco estados como tratamento para a Covid.

Vacina por ouro

Um ofício encaminhado ao ministros Marcelo Queiroga (Saúde) e Anderson Torres (Justiça) detalhou que vacinas reservadas aos povos indígenas foram desviadas e compradas por garimpeiros com ouro.

“É comum a queixa por parte dos yanomami de que os materiais e medicamentos destinados à saúde indígena estão sendo desviados para atendimento aos garimpeiros, em prejuízo dos indígenas”, disse Dário Vitório Kopenawa Yanomami, vice-presidente da Hutukara Associação Yanomami à Folha.

Procurada pelo jornal, a presidente da frente parlamentar afirmou por meio de sua assessoria que espera que as denúncias sejam apuradas pela CPI.

“São documentos que a Frente Parlamentar Indígena recebeu e apresentados nas reuniões, enviados com o objetivo de contribuir com o andamento da CPI, para que investigue algumas questões que foram apontadas durante as reuniões”, disse.

O que diz o Ministério da Saúde?

O órgão informou que 81% da população indígena já recebeu a primeira dose da vacina contra a Covid-19 e de que 70% já foi imunizada com a segunda dose. Além disso, o ministério diz ter destinado milhões de equipamentos de proteção individual, testes e insumos para proteção dos povos indígenas.

Voce pode gostar também!

Estamos ao vivo clique aqui!

Conheça meus serviços

É um serviço especializado realizado por mim Jornalista Marcela Rosa , especialista em telejornalismo e produção de vídeos e textos para vídeos e TV, Na minha mentoria on line eu vou te orientar de forma individualizada nos seus trabalhos de vídeo ou ainda de textos para TV ou internet.

Nas Redes Sociais, como jornalista,eu atuo de uma forma diferenciada. Na verdade, uso a minha imagem e o meu texto (fala) como “referência” digital para produtos e serviços que coadunam com meu perfil de mulher adulta, mãe e profissional da comunicação.

O Cerimonial de uma jornalista busca sempre aliar competência e credibilidade com a imagem e a voz que vão representar empresas e organizações.

O meu maior Knowhow é sem dúvida a produção, redação e apresentação de vídeos jornalísticos. E todo este conhecimento é reproduzido nas propostas institucionais.

Iniciar Atendimento
1
Olá bem-vindo ao Portal da Marcela Rosa!

Em que podemos te ajudar? Os nossos serviços são:

- Mentorias em telejornalismo e produção de vídeos e textos para vídeos e TV.
- Média Training
- Digital Influencer
- Cerimonialista (Português, Inglês e Espanhol)
- Produção de vídeos

Estamos a disposição para atendê-lo, aguardamos você!