Manaus, 21 de setembro de 2021
PortugueseEnglishSpanish
PortugueseEnglishSpanish

EUA relembram ataques de 11/9 depois da saída polêmica do Afeganistão

© AFP - ROBERTO SCHMIDT
Compartilhe
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on reddit
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on skype
Share on email

Os Estados Unidos relembram neste sábado (11) os 20 anos dos atentados de 11 de setembro de 2001, com várias cerimônias para homenagear os cerca de 3.000 mortos nos ataques suicidas coordenados pelos terroristas da Al-Qaeda.

O president americanoe Joe Biden participa de uma homenagem no memorial de Manhattan, construído onde ficavam as torres gêmeas do World Trade Center, às 8h30 (9h30 em Brasília). Haverá um minuto de silêncio no horário em que o primeiro avião, sequestrado por cinco dos 19 jihadistas, atingiu a torre norte.

As homenagens seguem com apresentações musicais e a leitura dos nomes dos 2.977 mortos (2.753 em Nova York) no colapso das torres gêmeas, no ataque ao Pentágono, em Washington, e na queda de um dos aviões sequestrados, na Pensilvânia.

Biden também irá a Shanksville, na Pensilvânia, onde o vôo 93 da United Airlines caiu, depois que os passageiros conseguiram evitar que sequestradores, que haviam assumido o controle da aeronave, acertassem outro alvo.

Por fim, Joe Biden retornará à Washington para visitar o Pentágono, símbolo do poder militar americano, atingido por outro avião.

Em uma mensagem de vídeo transmitida na noite desta sexta-feira (10), o presidente democrata pediu “unidade”, de acordo com Biden, “a maior força dos americanos”. Ao expressar condolências aos familiares das vítimas, ele sublinhou a dificuldade desse momento.

“É tão difícil. Seja no primeiro ano ou no vigésimo. Crianças cresceram sem pais e pais sofreram sem filhos “, disse ele, lembrando também dos atos de heroísmo que ocorreram nos dias seguintes aos ataques.

“Também vimos algo muito raro: o verdadeiro sentido de unidade nacional “, acrescentou o presidente democrata, em um clima de tensão pela caótica retirada americana do Afeganistão.

Críticas à saída do Afeganistão

O presidente americano vem sendo amplamente criticado pelo fim da intervenção militar no Afeganistão e o rápido avanço do Talibã. A retirada das tropas dos EUA, em agosto, aconteceu meses após a data inicialmente definida por seu antecessor, o republicano Donald Trump.

Em 20 anos de guerra, os Estados Unidos perderam 2.500 soldados para tentar conter os radicais no Afeganistão. Com a saída dos soldados estrangeiros do país, o poder voltou às mãos de fundamentalistas islâmicos que haviam sido expulsos de Cabul no final de 2001, por abrigarem o líder da Al Qaeda, Osama bin Laden, que acabou sendo morto em 2011 no Paquistão.

 

 

RFI

Voce pode gostar também!

Estamos ao vivo clique aqui!

Conheça meus serviços

É um serviço especializado realizado por mim Jornalista Marcela Rosa , especialista em telejornalismo e produção de vídeos e textos para vídeos e TV, Na minha mentoria on line eu vou te orientar de forma individualizada nos seus trabalhos de vídeo ou ainda de textos para TV ou internet.

Nas Redes Sociais, como jornalista,eu atuo de uma forma diferenciada. Na verdade, uso a minha imagem e o meu texto (fala) como “referência” digital para produtos e serviços que coadunam com meu perfil de mulher adulta, mãe e profissional da comunicação.

O Cerimonial de uma jornalista busca sempre aliar competência e credibilidade com a imagem e a voz que vão representar empresas e organizações.

O meu maior Knowhow é sem dúvida a produção, redação e apresentação de vídeos jornalísticos. E todo este conhecimento é reproduzido nas propostas institucionais.

Iniciar Atendimento
1
Olá bem-vindo ao Portal da Marcela Rosa!

Em que podemos te ajudar? Os nossos serviços são:

- Mentorias em telejornalismo e produção de vídeos e textos para vídeos e TV.
- Média Training
- Digital Influencer
- Cerimonialista (Português, Inglês e Espanhol)
- Produção de vídeos

Estamos a disposição para atendê-lo, aguardamos você!